Projeto História e Memórias leva oficinas de aquarela a escolas públicas de São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande

Historia e Memorias

 

 O Projeto História e Memórias promove mais uma oficina de aquarelas em escolas municipais de São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande. A proposta é mostrar, por meio da arte, a visão  dos alunos de seu cotidiano e das cidades onde vivem. A atividade acontecerá no dia 31/10, das 9h às 12h, na escola municipal Moacyr de Azevedo, em Iguaba Grande e, das 14h às 17h, na escola municipal Rubem Arruda Câmara, em São Pedro da Aldeia. Para Luciana Felippe, artista plástica responsável pelas oficinas, “as crianças respondem a cada estímulo com muita criatividade e disposição”. As ações do projeto também incluem a produção de uma pesquisa sócio-econômica e sobre as manifestações culturais  dessas cidades a partir de entrevistas com moradores antigos. História e Memórias Lagos é apresentado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, com patrocínio do Instituto CCR e apoio da Via Lagos.

Essa será a quarta aula de pintura nas escolas de Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, que contará com uma aquarela coletiva. Em um papel grande, cada aluno desenhará o que mais gosta ou o que gostaria de ter na sua cidade. “Vou encerrar a oficina sugerindo como a arte pode ser transformadora. Transformação que pode começar  com as inspirações de cada um”, completa Luciana.

 

Sobre o Instituto CCR: É uma entidade privada sem fins lucrativos, nasceu em 2014 com o objetivo de estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos, apoiados há mais de 10 anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR, são viabilizados projetos, com recursos próprios da campanha e oriundos de leis de incentivos, com foco prioritário em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; e Meio Ambiente e Segurança Viária. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, sócio-econômico e cultural das regiões em que atua, o Grupo CCR orgulha-se de ter levado mais de 500 projetos para 130 cidades, desde 2003. Cerca de oito milhões de pessoas já se beneficiaram com os investimentos de R$ 261 milhões em projetos estruturados.